Conscientização ambiental: por que ter?

A conscientização ambiental é um passo grande para todo o Brasil e o mundo. Ela é a educação do ser humano ao respeito com o meio ambiente, mas por que ter a conscientização ambiental? E o que a energia solar tem haver com isso?

conscientizacao-ambiental

O mundo está passando por mudanças climáticas cada vez mais drásticas, o impacto do homem na natureza está diretamente relacionado a este fato.

A necessidade de possuir uma conscientização ambiental nunca se fez tão necessária como nos dias atuais, e o questionamento que deixa evidente a importância desse assunto é: “Qual é o planeta que as gerações futuras irão encontrar?”.

Para nosso primeiro texto do blog vamos comentar um assunto extremamente necessário e atual: a conscientização ambiental e como contribuir, mesmo que um pouco, com o meio ambiente.

O que é sustentabilidade?

Ser sustentável significa ser autossuficiente, ou seja, é todo processo que ajuda ou tem a capacidade de se sustentar. Já o conceito de sustentabilidade que muito ouvimos falar diz respeito à maneira correta de nos comportarmos com relação ao meio ambiente, de modo a preservá-lo.

As bases desse conceito foram instituídas em 1972 na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano realizada em Estocolmo, na Suécia, sendo essa a primeira conferência sobre o meio ambiente feita pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Nessa reunião foram discutidas as consequências e impactos da degradação do meio ambiente na humanidade além de possíveis soluções para esse problema.

Embora nenhum acordo concreto tenha sido firmado entre os 113 países participantes deste evento, a conferência contribuiu para a criação de três importantes pautas: a consciência ecológica, o desenvolvimento sustentável e o Direito Ambiental.

De certa forma, todos os assuntos relacionados à sustentabilidade ecológica estão ligados aos princípios da conscientização ambiental em que a principal ideia é: utilizar e, ao mesmo tempo, cuidar dos recursos provenientes da natureza para que não falte nada no futuro, formando assim um ciclo sustentável e saudável a fim de preservar o meio ambiente.

A necessidade de ser sustentável

Estudos a respeito da população mundial indicam que desde o princípio da humanidade, demoraram mais de 200 mil anos para atingirmos a marca de 1 bilhão de humanos existentes na Terra, porém após atingir esse número, foram necessários apenas 200 anos para chegarmos a marca de 7 bilhões de pessoas.

Com esse crescimento desenfreado da população, a demanda por recursos naturais ao longo dos anos cresceu na mesma proporção, mas o grande problema é: esses recursos existentes em nosso planeta não crescem na mesma velocidade, e por isso políticas de conscientização ambiental se tornam cada vez mais importantes.

Todo processo que não se sustenta, acaba por deixar de existir, e o mesmo não seria diferente quando nos referimos aos recursos que nosso planeta nos fornece.

A água é essencial para a sobrevivência do ser humano e tem se tornado cada vez mais escassa, mesmo sendo considerada um recurso “potencialmente renovável".

Como medida de deixar evidente essa importância, foi criado o direito ambiental que objetiva proteger o meio ambiente, tornando todo ato que possa degradá-lo um crime ambiental, com penas que vão desde multas à prisão parcial.

Os impactos da exploração do meio ambiente

Desastres naturais já não são considerados acontecimentos raros nos dias atuais, o derretimento das geleiras, queimadas, calor ou frio intenso são apenas o começo das consequências geradas pela ação do próprio homem na natureza.

O nível de degradação do meio ambiente evoluiu consideravelmente a partir dos anos 1750, data que marcou o período da primeira revolução industrial. Apesar do avanço tecnológico que esse marco histórico proporcionou, a criação das primeiras indústrias acarretaram em vários problemas ambientais como: desmatamento, geração de resíduos industriais e a poluição atmosférica.

A conscientização ambiental é extremamente necessária não só para as questões climáticas, mas também para a preservação de recursos naturais.

Segundo estimativas feitas pela ONU, a falta de água afetará mais de 5 bilhões de pessoas em 2050, número que representará metade da população mundial segundo estudos.

Muitas ONGs foram fundadas com o intuito de alertar a importância desse assunto por meio de cartilhas avisos e assim, contribuir de maneira a informar o maior número de pessoas sobre as medidas preventivas, além dos benefícios que podemos obter através da conscientização ambiental.

Benefícios que a conscientização ambiental pode gerar

Diversas pessoas acreditam que ao adotar medidas ecologicamente sustentáveis estarão apenas ajudando a deixar o mundo “em ordem” para as gerações futuras e esquecem em como podem se beneficiar com isso.

Uma das práticas sustentáveis mais comuns está relacionada ao consumo de energia elétrica, mas como reduzir o tempo no banho pode ajudar a preservar o meio ambiente?

Para responder essa pergunta é preciso saber que mais de 70% na energia elétrica gerada no Brasil é proveniente de usinas hidrelétricas que consomem no processo de geração grandes quantidades de biomassa, recurso que apesar de ser renovável, se usada em quantidades muito elevadas, pode atrapalhar no seu tempo de renovação, ou seja, um alto consumo de energia elétrica pode fazer com que a taxa de consumo de biomassa seja maior do que a taxa de produção da mesma.

Dito isso, hoje em dia muitas pessoas vêm optando por uma alternativa que possibilita diminuir a conta de luz sem precisar economizar no uso do secador, como: instalação de placas solares.

Sendo assim, adotar medidas de conscientização ambiental podem trazer benefícios tanto para o meio ambiente quanto para seu bolso!

Primeiros passos para um desenvolvimento sustentável

Levando em conta que nossas ações impactam direta ou indiretamente no meio ambiente, existem hábitos que podemos adotar tornando o mundo cada vez mais saudável e limpo:

  • Para preservar os recursos naturais: economizar água, reduzir o consumo de energia elétrica.
  • Para diminuir a poluição atmosférica: diminuir o uso de automóveis.
  • Para diminuir a quantidade de resíduos gerados: separar lixos orgânicos e recicláveis, não jogar lixos nas ruas, doar objetos e roupas ao invés de descartar, utilizar produtos ecológicos e biodegradáveis.

Lembrando que aqui abordamos apenas atitudes sustentáveis relacionadas à conscientização ambiental, o conceito de sustentabilidade trata de diversos âmbitos que não foram citados aqui.

Consciência ambiental é saber que os problemas ecológicos já estão mais próximos do que imaginamos, é extremamente importante adotarmos as práticas sustentáveis o quanto antes, pois não sabemos até que ponto os impactos naturais se tornarão irreversíveis.

CONTEÚDOS RELACIONADOS
Ainda não temos conteúdos relacionados para esse artigo!
Site produzido por Digitalize Now.