Você sabe como é feita a instalação de energia solar?

Você sabe como funciona a instalação de todo o sistema fotovoltaico, as ligações, os painéis, o inversor e muito mais? Vem com a Sunlight que nós te mostramos o resultado!

como-e-feita-a-instalacao-de-energia-solar

Quando falamos de energia solar, estamos falando de uma energia alternativa, renovável e sustentável que opera usando a luz solar como fonte de energia. Ela pode ser utilizada para diferentes tecnologias, tais como a energia heliotérmica, energia solar fotovoltaica e aquecimento solar.

Muito comumente associada à energia solar, a energia fotovoltaica é a geração de energia elétrica com o uso da luz do sol como fonte de energia. Logo, podemos dizer que os dois termos significam a mesma coisa.

A energia solar é uma forma de gerar energia limpa que não causa danos à natureza e com um grande aproveitamento pois o calor e a luz solar são fontes eficazes e promissoras no mundo.

A energia do sol é considerada inesgotável e seu potencial de energia é excelente quando comparado a outras fontes de energia.

Quais as vantagens da energia solar?

Que a energia solar é uma energia limpa e barata, você já deve estar cansado de saber. Mas ela apresenta diversas outras vantagens.

Dentre elas podemos destacar a pouca exigência de manutenção, a economia na conta de luz, a vida útil longa e, principalmente, a valorização do imóvel.

E, embora muitas pessoas optem por não adquirir energia solar em suas residências por focarem no custo alto de sua aquisição, precisamos ressaltar que a economia gerada pelo sistema de energia solar que será instalado em sua residência compensará o gasto e te trará rápido retorno do investimento feito.

Quais as tecnologias de energia solar?

Há diversas formas de aproveitamento da energia solar como fonte de energia renovável e, atualmente, existem três tecnologias utilizadas. Vamos conhecer cada uma delas?

Energia Solar Fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica é a forma mais comum e viável de usar energia solar em residências e comércios. Sua captação e geração dependem de placas solares que são desenvolvidas em materiais semicondutores, inversor solar que basicamente transforma a energia captada em uma corrente elétrica contínua, a estrutura de fixação que é parte fundamental do sistema e os cabos e conectores que entremeiam o sistema a fim de movimentar a corrente de forma adequada.

A energia solar fotovoltaica pode ser usada no sistema on-grid e off-grid

O sistema fotovoltaico on-grid é o mais utilizado e também o mais viável financeiramente visto que o sistema é conectado à rede elétrica convencional e pode resultar em uma economia de até 95% do consumo da sua energia.

Já o sistema off-grid é o menos utilizado pois, além de requerer muita manutenção por conta das baterias, seu custo é bastante elevado pois o mesmo utiliza bateria com capacidade de armazenamento e, por isso, precisa estocar energia. Mas este, sem dúvidas, é o sistema ideal para locais mais afastados que não contam com uma rede de energia elétrica.

Energia Fototérmica

A energia fototérmica é usada para esquentar água e gases. Contudo, por se tratar de um processo muito mais complexo que os demais, este método é utilizado somente em processos industriais.

Esse tipo de energia usa placas solares que podem ser chamadas de placas solares de aquecimento que absorvem a energia térmica da radiação solar e a transferem em água ou outros fluidos para um reservatório térmico que mantém a temperatura até que o mesmo seja utilizado.

Energia Heliotérmica

Na energia heliotérmica o calor do sol é captado e acondicionado para só depois ser transformado em energia solar mecânica e, finalmente, em eletricidade. Este, inclusive, é o motivo pelo qual a energia heliotérmica é oriunda dos raios solares de maneira indireta.

Além de se tratar de uma fonte de energia limpa e renovável, a energia heliotérmica não produz gases nocivos ao meio ambiente.

Quais os principais passos para realizar a instalação de painéis solares em casa?

Você já entendeu o que é a energia solar, as vantagens de sua instalação e quais as tecnologias de energia solar. Agora chegou o momento de entender os principais passos para realizar a instalação de painéis solares em sua casa.

1. Analisar a média do consumo

Saber a média de consumo mensal da sua casa facilita o orçamento do seu sistema de energia solar. Mas, para saber qual a sua média de consumo mensal, basta verificar em suas faturas de energia qual o número quilowatt-hora (kWh) que aparece na sua conta.

Este número é referente ao gasto de energia mensal do mês anterior que a sua casa gastou. E, para ter a média anual de consumo, é preciso somar o número de kWh do último ano e dividir esse valor por 12.

2. Visita técnica

A análise de viabilidade técnica da sua residência será realizada por profissionais qualificados que analisarão qual será o melhor tamanho para o seu sistema de energia solar. Toda essa análise é feita com base na média do seu consumo, além de outras questões técnicas.

3. Elaboração do projeto

Depois que o profissional realiza a visita técnica na sua residência, é feito um projeto de instalação totalmente personalizado. Este projeto determina qual é o tipo de placa solar mais adequada ao seu imóvel e às suas necessidades.

4. Solicitação do parecer de acesso

Quando o projeto estiver devidamente finalizado, com todos os detalhes aprovados, chega o momento de solicitar o parecer de acesso junto à concessionária de energia elétrica da sua cidade. A solicitação do parecer de acesso é um documento obrigatório onde consta todas as informações técnicas e condições de acesso à rede elétrica do seu município.

5. Instalação

Depois que todos os documentos estiverem devidamente aprovados e em mãos, a empresa contratada deixará tudo organizado para que todas as informações e equipamentos necessários para a instalação estejam certinhas para o momento da instalação.

6. Comissionamento

Depois que a infraestrutura, painéis solares e equipamentos elétricos estão devidamente instalados, é chegado o último momento do comissionamento.

O comissionamento é o momento que realizam-se todos os testes e ligações a fim de atestar que tudo está funcionando perfeitamente, sem falhas ou transtornos.

7. Homologação

Assim que todas as etapas acima estiverem concluídas, chega o momento de homologar junto com a concessionária de energia elétrica local o seu sistema de microgeração distribuída de energia solar e quem se responsabiliza por este procedimento, é a empresa contratada pois este é um processo burocrático no qual o usuário não deverá se preocupar.

É neste momento em que a concessionária analisa seu projeto e depois você recebe a visita de um técnico para vistoriar se todos os equipamentos e procedimentos adotados estão de acordo com a legislação da ANEEL.

Estando tudo de acordo com a legislação, com todas as normas de qualidade e segurança, a concessionária autoriza formalmente a ligação do seu sistema na rede elétrica do seu município.

CONTEÚDOS RELACIONADOS
Ainda não temos conteúdos relacionados para esse artigo!
Site produzido por Digitalize Now.